quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Recomendo:"Verônica Mars"


A garota linda,filha do Xerife,namorada do garoto mais rico da cidade e melhor amiga da irmã dele,que também namora o filho de um astro de cinema.
Essa era a história de Ve
rônica,mas antes de começar a série.É aí,que já temos o ponto alto da trama.Pois ela poderia ter ido para o cliche dos dramas teens.Mas esse não era o objetivo de Verônica Mars.Apartir de onde tudo desmorona na vida da jovem garota,é que a história começa.

"A mudança tem um jeito de seguir em frente,e socar minha cara."

Acredito que essa frase - dita pela própria Verônica - resuma bem toda a 1ª temporada da série.
Como já havia dito,a série começa da onde tudo desmorona,mostra uma Verônica fechada pro mundo,talvez até um po
uco prepotente,pra depois nos dar a explicação.A garota de vida "perfeita",perdeu tudo,após a morte da melhor amiga Lilly.Conforme são apresentados os flash-backs,vemos como tudo mudou de um modo extremamente violente na vida da garota,começando pela morte da amiga,o abondono do namorado,seguido da desconfiança do xerife - ou seja Keith Mars - que o levou a culpar o pai de Lilly Jake Kane,o que levou a cidade a ficar contra a família Mars,fazendo com que a mãe de Verônica Lianne fosse embora e por fim,Verônica que escolheu o lado do pai,perdeu todos os "amigos".
Antes de todos esses acontecimentos,não seria er
rado dizer que a personagem fosse um tanto fútil,porém,após a festa de Shelly Pomroy,em que Verônica é estuprada,ela passa a definitivamente ver o mundo com outros olhos.
Começa então a construção de u
ma das personagens mais interessantes da tv.Verônica passa a trabalhar com o pai como investigadora particular.E não há quem não diga:que investigadora!
Como missão de vida,Verônica decide descobrir quem matou sua amiga e quem a estuprou.
A série usa a todo momento de bom-humor,ao mesmo tempo de boa dose de drama,ao decorrer dessas investigações.Não tem como não se comover com os flash-backs do "passado feliz" de Verônica,da linda amizade que ela tinha com Lilly,a falta que a garo
ta sente da mãe,da mesma maneira que tem um lindo relacionamento com o pai.
O que é tamb
ém interessante sobre a 1ª temporada,é que quase ninguém na escola gosta de Verônica,porém,todos vem pedir ajuda dela,e ela - ainda que por dinheiro,às vezes não - sempre está disposta a ajudar;desse modo,aos poucos,a garota mais odiada da escola vai fazendo amigos - como Meg por exemplo - e chega a um ponto que todo aquele clima de ódio pra cima da moça desaparece.

"Vocês sabem o que dizem:Verônica Mars,ela é um marshmallow"

Verônica sempre acaba ajudando alguém de quem não gosta,por isso acho que pode-se dizer que,por trás daquela pose toda tem um bom coração,o que é mais um ponto a favor da personagem,seus amigos sabem que podem contar com ela,e ela por sua vez não mede esforços para ajudá-los.

Talvez tenha sido a bondade de Verônica que fez ela ver o lado bom de Logan,que com certeza era o personagem mais insuportável da 1ª temporada.Mas dos namorados que a moça teve nessa temporada Logan não foi o pior,é só pensarmos que ela namorou um policial e um traficante,também.
A parte de drama familiar ficou por conta da desconfiança de que Verônica fosse irmã de Duncan,um dos motivos que levou sua mãe a ir embora.
Talvez o melhor momento da
série tenha sido quando Verônica descobre que Aaron Echols (pai de Logan),foi quem matou Lilly e quase que Verônica foi também...
A 2ª temporada,começou bem desconexa,e aos poucos,sem enrolação no primeiro episódio descobrimos o que aconteceu durante o verão em Neptune.

E realmente muitas coisas haviam mudado,Logan voltou a ser um chato,revoltado,e consequentemente,Verônica voltou com Duncan.
Mas a história principal
mesmo era o ônibus,em que Verônica quase entrou,que explodiu e vitimou Meg (agora ex-amiga de Verônica).
Ao investigar,Verô
nica chega a conclusão de que o "acidente" foi encomendado para ela,aí volta nossa investigadora favorita.Apesar de ser uma temporada bem mais leve que a 1ª,essa temporada teve uns belos altos,o modo como correm as investigações sobre o acidente e como a cada semana parece não haver modo de resolvê-lo deixam sempre a vontade de ver o próximo episódio.
É também muito interessante ver uma garota tentando entrar em uma boa faculdade e tentando rsolver um crime.
Um dos pontos altos da temporada,é a descoberta da gravidez de meg,que culmina,em belíssimas cenas,na morte de meg,e na partida de Duncan
com a filha.Não é segredo que Verônica sempre faz de tudo pelas pessoas que ama,mas é louvável ela abrir mão da presença de Duncan na sua vida,e arriscando sua própria,para ajudá-lo a ficar com a filha Lilly.
A temporada acabou mais uma vez,de modo s
urpreendente.Agora a tarefa da 3ª temporada,era mostrar uma Verônica Mars na faculdade.
Para a 3ª temporada
foram introduzidos novos personagens,alguns foram mantidos,e a divertida Mac,virou fixa.Porém,a temporada não agradou lá fora e teminou sem um fim decente.
Ainda como uma tentativa de salvar a série,foi lançado uma espécie de piloto para uma 4ª tempora
da,mas a CW não aprovou,apesar de eu ter achado muito bom ver Verônica Mars no FBI com todo seu humor ácido.
Ainda que a série não tenha tido um fim,pode-se dizer que ela nunca terá,pois Verônica Mars com seus personagens parecem ter vida própria e agente consegue até imaginar Verônica trabalha
ndo no FBI,seu pai lhe ligando todo dia pedindo pra que tenha cuidado,as eternas brigas de Logan e Verônica,no fim de tudo ela ligando pra Wallace e reclamando do dia terrível que ela teve...
A promessa de um filme continua de pé,e nós aqui torcendo pra que realmente aconteça.Até porque uma personagem (aliás todos os personagen
s),tão incrível merece um lugarzinho no cinema não é?
E apesar de Rob Thomas dizer que não tem intenção de,no cinema,colocar a personagem no FBI,seria bem legal vê-la assim como na foto ao lado...
E enquanto o filme não sai...um momento memorável da série pra gente nunca esquecer:

video

Nenhum comentário: