quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Review - Terminator:The Sarah Connor Chronicles "Good Wound"


Após o hiatus,Terminator voltou com um episódio muito bom para uns,péssimo para outros...
Do meu ponto de vista,o episódio não teve muito apelo no quesito ação,foi um daqueles episódios que se você já não está muito interessado numa sexta-feira à noite,você senta na frente da tv e dorme.E isso é um grande problema,visto que a série está na corda bamba e precisando de audiência,o episódio acabou por não dar muita expectativa para o expectador.
Por outro lado,o apelo emocional foi imenso.E nos deu um belo episódio,que fez o certo:centrou-se na personagem principal.
Eu acredito que eles ainda não mostraram tudo o que aconteceu com Sarah depois do episódio 13,até porque, em alguns momentos são mostrados alguns ferimentos e há citações do que "eles" fizeram com ela,não foi simplesmente por mágica que ela foi parar no hospital.
A partir do momento que Sarah acorda,vemos o quão atordoada ela está com tudo o que vem acontecendo em sua vida.Sua angustia se mostra através das visões que esta tem de Kyle Reese,que acaba agindo meio como o "centro de calma" de Sarah.A todo momento ele a faz agir de uma maneira mais racional e mais calma.Fazendo com que ela se sinta melhor.Impossível não destacar a atuação de Lena Headey,que consegue passar toda a angústia e desesperança em um único olhar.
O tiro que Sarah levou na perna está muito grava e ela precisa de ajuda profissional,para isso "sequestra" uma médica para fazer sua cirurgia.Por coincidência,acaba que a médica sofria abusos por parte do parceiro,e concorda em ajudar Sarah sem chamar a polícia ou qualquer autoridade,apenas a ajuda por empatia.Ao menos alguém para mostrar o lado bom das pessoas.
Quanto ao desfecho que teve a história da Riley,achei um erro não darem um fim na personagem,ela esta desviando John do seu verdadeiro objetivo e está transformando ele num babaca.Ao menos uma vez ele fez uma pergunta inteligente pra Cameron,o que o "eu" futuro dele faria numa situação como aquela?A resposta de Cameron foi a mais correta,ele realmente teria (e tem) coisas mais importantes a fazer,porém o mocinho parece não querer aprender logo de uma vez a fazer a coisa certa.
Voltando pra Sarah,seu problema foi resolvido rapidamente,Derek conseguiu limpar parte dos vestígios dela e ainda chegou a tempo de não permitir que o policial a levasse,embora tenha sido a médica que atirou nele.Foi bom ver finalmente Reese e Sarah confiando de verdade um no outro,até porque isso mostra-se realmente necessário.
O show do episódio foi John Henry,que agora parece que virou "uma criança esperta",é incrível ver como até mesmo uma máquina é tão inocente e sem maldade quando é "criança".Todas as ações dele mostraram o quanto é ingênuo e como não tem a menor intenção de fazer algo ruim.
O ponto alto do episódio foi a Weaver destruindo o armazén,com toda aquela elegância,não espirrou nem uma gotinha de sangue no seu modelito branco e saiu de lá bela e tranquila como entrou.Ainda quero ver uma briga de verdade dela,aposto que vai ser show.
Esperamos que TSCC ganhe uma chance da Fox (mais uma vai),e que realmente consiga cativar o público porque é uma série excelente e tem muito o que mostrar ainda.

Um comentário:

Petter disse...

Vi um pedacinho só desse episódio ao vivo pela Fox americana porquê ia começar American Idol e cara...Shirley Manson é muito foda. Nunca tinha visto ela atuando e ela está maravilhosamente bem em TCC. Arrebentou!

Se eu tivesse mais tempo, até poderia chegar a PENSAR em dar uma chance a essa série, mais por enquanto não =P

Beijão!